Blog

Tradução em Libras em campanha política eleitoral

Você sabia que a legislação acerca da propaganda eleitoral, que é veiculada na televisão, passou por uma pequena mudança no fim do ano de 2019?

Se trata da Resolução 23.610, de 18 de dezembro de 2019, porém o artigo que versa sobre a obrigatoriedade de recursos de acessibilidade continua inalterado, dentre estes recursos estão a legenda oculta, janela com intérprete de LIBRAS e audiodescrição. 

Essa obrigatoriedade garante o direito ao acesso à informação respaldado pela Lei Brasileira de Inclusão - LBI (Lei nº 13.146/2015, arts. 67 e 76, § 1º, III) - que assegura o direito a estes recursos em todos os meios de comunicação.

A resolução ainda ressalta o disposto na ABNT NBR 15290  de 2016, que estabelece normas para a inserção da janela de Libras no vídeo, da subtitulação em legenda oculta e audiodescrição.

Mas e na prática, como é feito tudo isso? 

A chamada janela de Libras nada mais é que um vídeo com a tradução em Libras, sobreposto ao vídeo original, neste caso a propaganda eleitoral dos candidatos a prefeitos e vereadores, por exemplo. Mas a maioria das janelas de Libras são feitas com fundo chroma-key, que é um tipo de fundo que pode ser removido em programas de edição, ele basicamente remove uma cor específica, por isso a maioria dos fundos chroma-key são verdes, pois é uma cor que não está presente na pele e rosto das pessoas. Com isso é possível recortar a “silhueta” do intérprete, posicionando o intérprete-tradutor de Libras diretamente no vídeo. Isso deixa o vídeo mais atraente, sem um recorte que separe o vídeo do tradutor de libras.

A subtitulação em legenda oculta, também conhecida como CC (em inglês, closed caption) é a legenda para pessoas com deficiência auditiva, ou dificuldade de audição, que utilizam da língua portuguesa na modalidade escrita, diferentemente das pessoas surdas que utilizam prioritariamente a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Além das falas, a legenda oculta também apresenta a descrição dos sons em palavras e símbolos. A Audiodescrição, por sua vez, se trata do recurso de acessibilidade que atende pessoas cegas, deficientes visuais e pessoas com baixa visão, que descreve imagens e textos escritos que aparecem no vídeo.

A Fluindo Libras tem experiência na tradução audiovisual, e também na produção de materiais de propaganda eleitoral, que envolve competências tradutórias específicas, como o domínio do conteúdo, agilidade na interpretação, além de tradução de músicas e jingles que eventualmente aparecem nesses vídeos. Nossa equipe é formada por tradutores ouvintes e surdos, que realizam a tradução, a performance frente às câmeras, consultoria e revisão. Além disso, temos estúdio próprio para a realização das traduções e inserção da janela de Libras no vídeo, e parcerias que produzem a audiodescrição e legendagem de vídeos.

 

Consulte aqui nosso portfolio com nossos trabalhos realizados.

 

Para saber mais, entre em contato conosco!